segunda-feira, 5 de julho de 2010

Monólogo da loucura.

insanidade, loucura, escolha dos atos, inconsciência

Pensamentos de um louco sobre loucura e normalidade.



▬O que é a loucura?
▬A loucura nada mais é do que a falta de normalidade do indivíduo.


▬O que é normalidade?
▬A normalidade é a ação rotineira e normal de qualquer indivíduo.


▬O que é ser normal? É ser rotineiro e previsível?
▬Sinceramente eu não sei. Mas quando souber você será o primeiro a saber o que é por mim.


▬Isso quer dizer que você é normal e que louco é uma pessoa diferente de você, ou que ser normal é ser diferente de você?
▬Sinceramente, eu não sei. Mas sei que Tenho meus momentos de normalidade e e loucura.


▬Isto se aplica a todo mundo?
▬Você é igual a todo mundo? Ser igual a todo mundo é normal? Ou ser igual a todo mundo é loucura?


▬Não, não sou igual a todo mundo. Mas sei que sou igual a alguém que nunca vou conhecer ou que já conheci mas não lembro quem é. Acredito que ser normal é ter algo de parecido com outra pessoa próxima. Mas não sei qualificar a loucura. Eu sou louco?
▬Preste bem atenção, se você fosse louco você faria este tipo de pergunta: "Eu sou louco?"?


▬Acho que sim. Não tenho certeza. Não sei. É, eu não sei. O senhor está me deixando confuso! Se eu fosse louco como eu saberia que estou louco?
▬A confusão é muito louca! Não há como ter certeza de algo que não se sabe exatamente o que é!


▬O senhor está me dizendo que estou ficando louco? Isso é um ultraje.
▬Não, eu não disse isso. Apenas afirmei que a confusão é um traço de loucura.


▬Logo estou ficando louco.
▬O amor não é um tipo de loucura?


▬O amor. O que é o amor?
▬É um sentimento, sei lá.


▬O senhor não sabe o que é o amor?
▬Sei, está no dicionário. Vou ver... ▬pega um dicionário grande e pesado e procura a palavra amor. ▬ Segundo o dicionário Aurélio, o amor é:
1. Sentimento que predispõe alguém a desejar o bem de outrem.
2. Sentimento de dedicação absoluta de um ser a outro, ou a uma coisa.
3. Inclinação ditada por laços de família.
4. Inclinação sexual forte por outra pessoa.
5. Afeição, amizade, simpatia.
6. Objeto do amor.


▬É melhor terminarmos a sessão por aqui antes que sejamos intenados os dois por loucura.
▬Por qual motivo? Só por estarmos discutindo feito dois grandes filósofos sobre loucura, normalidade e amor?


▬Sim. Posso não ser normal, mas também não sou louco de esperar aqui enquanto alguém chama o hospício.
▬Então até mais, meu caro colega. Foi ótimo conversar contigo.


Um dos dois sai do quarto e o outro volta a pintar.



Paro por aqui...
Leia
http://energiasrenovaveis-2010.blogspot.com/

Autoria própria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Selecione outra página.
=>

Viaje pelas tags do blog: