domingo, 22 de agosto de 2010

Diário ─ capítulo 01

Querido diário. Querido talvez, ou seria meu melhor: meu amigo diário? Enfim.
Diário, Caderno ou páginas escritas com coisas particulares.
Hoje é um grande dia. Deveria ter sido. Acordei triste, quase chorando. E por isso agora eu começo a escrever-te. Hoje eu acordei quase chorando por uma pessoa que eu quero em minha vida e que ao mesmo tempo desejo que nunca saiba disso. Como você é um punhado de palavras em um papel, e eu não sei quem mais vai ler você, eu não direi quem é a tal pessoa.
Diário, confesso a ti que sinto algo forte por uma pessoa comprometida. Tem um nome um tanto comum. Talvez Bíblico como os arcanjos. É inteligente, tem uma beleza humana, e... Não quero mais pensar nesta pessoa... Não vou dizer que amo. Mas o que posso dizer é que sinto falta de sua companhia. Quero... desejo com todas as forças sua companhia... E com a mesma intensidade não quero.
AH... quem sou eu? Um garoto de vinte que não sabe o que é o amor de uma outra pessoa. Gostaria de ter uma definição sobre o que é o amor, como é sentir o amor. Será que é pedir muito? Gostaria que mais alguém me entendesse como você e suas páginas em branco me entendem. Amo alguém que não posso lembrar pra não lamentar minha indecisão. E fico indeciso por que não sei se o amo. Será que é amor como as músicas declaram? Ou será apenas admiração por esta pessoa ter algo que eu desejo e não sei o que é? Eu já confudi uma vez...
Em alguns momentos eu gostaria que esta pessoa viesse me procurar aqui, na casa onde eu me escondo. É! Exatamente aqui. Mas aí vem a minha mente que ninguém sabe onde me escondo. E penso em falar pra pessoa em questão do lugar onde moro. E penso. E se souber não fará a mínima diferença.
Não falo o nome da pessoa e nem o sexo da pessoa por que, como eu já disse, eu não sei o quanto você é confiável. Mas sei que você pode me ouvir o tempo que eu quiser. Você é apenas um diário, e diários são pessoais. Talvez conversando com você eu me sinta menos fadado a ficar triste pensando na pessoa.
Agora eu deveria falar sobre meu dia e como eu o vivi. E como não teve nada de mais para mim eu fecho você por aqui.

AH! hoje fez sol e quase choveu. Só pra constar.

Dia: 22/08/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Selecione outra página.
=>

Viaje pelas tags do blog: