quinta-feira, 28 de outubro de 2010

diário03 ─ capítulo 08

Senhor Ramos, hoje eu sonhei um sonho muito estranho.
Sonhei que estava numa fila de sei lá o que. E vi mais na frente um colega meu, chamado Ígor (não é o loiro, mas não vou dizer qual dos quatro é) e atrás de mim um estranho parecido com ele. De repente a fila anda. O estranho me leva para trás de Ígor. Eu reajo e digo que Ígor vai me proteger. Alguns segundos depois estou eu beijando o estranho e depois o Ígor.

Pesquisei na internet o que isto significa:
─Beijo: Realização de um desejo
─Beijo na boca (foi na boca): sou imprudente.
─Beijar com paixão: receber benefícios daquele que foi beijado.
─Caso não os receba, o sonho vem compensá-lo.
─beijar um estranho é necessidade de conquista
─Se você beijou uma criança, um amigo ou um parente, em sonho, espere o retorno de um grande amor.
─Vê-la: você irá esperar mais um pouco até ver os seus sonhos realizados.
─Estar numa: aborrecimentos com parentes, poderão mexer com seu humor; mas será passageiro e sem conseqüências.
─Ver um amigo sem lhe falar: bom presságio.
─Amigo presente: você receberá um presente importante em reconhecimento de sua amizade.


Depois de ver tudo isto, eu fiquei um pouco animado. Estou meio deprimido desde o início da semana passada. Não sinto vontade de rir. Não tenho tido ânimo pra fazer as coisas que tenho que fazer. Comecei a execução do plano c em paralelo com o b. Não quero mais ficar quieto e pensar em coisas que eu pensava. Agora sou Alberto Rangel, não posso me dar ao luxo de carregar besteiras na cabeça por onde não tenho o que fazer. Minha cabeça agora é só para o que tenho que fazer de bom ou de custoso. Vou melhorar e vou aprender o que puder. Mesmo que dure pouco tempo e tenha que refazer tudo, do começo ao fim.

Pensei que sonharia com uma pessoa só, e não duas. Vou contar para o dono do sonhos o que sonhei hoje. Nele eu confio, mesmo não conseguindo ir mais. Não sei como, ele é o único que conseguiu me mostrar menos e ser mais. Diferentemente do outro, Rafael, que me mostrou a que veio, mas não consigo sentir a menor sensação permissiva com ele. Mag sentia que ele era encrenca. E continuo com esta intuição. Toda vez que me aproximo meu instinto apita: encrenca, encrenca.

Há muitas pessoas diferentes no mundo. E me apego à cada um delas em momentos diferentes. Na faculdade não consigo me apegar a este Rafael. Em outro lugar talvez eu consiga. Adoraria que isto que está descrito no significado do sonho acima esteja correto ou pelo menos seja verdade. Estou cansado de ser decepcionado. De ter esperanças e depois descobrir que são infundadas. Me decepcionei muito com meu através dos anos. Sempre esperei o mínimo e nem o mínimo conseguia.

Quero que alguma de minhas esperanças tenha fundamento. E gostaria de mudar minha vida completamente (o que já é o plano d, e está em início de andamento). Vou fazer de mim um soldado, e depois trabalharei como soldado. Não me importo de como seja isto. Vou fazer com que meu destino venha à mim. Já que não posso fazê-lo por outros métodos.

Tenho muito o que fazer para me melhorar. Desta vez vou até o fim. (agora viria a risada cruel do vilão)

Estou meio depressivo hoje. Acordei totalmente pra baixo. Gostaria que uma mala caisse perto dos meus pés e estivesse recheada de dinheiro. Ou diamantes caríssimos. E alguém oferecesse um valor exorbitante para reencontrá-lo. Um valor quue dê pra eu sumir por 30 sem fazer diferença no meu orçamento pós-devolução.

A bientôt, monsieur Ramos. J'ai qui sortir.

parte 02 ─ pela tarde


Boa tarde, senhor Ramos, hoje tenho mais coisas pra falar do que normalmente. Queria falar mais sobre o sonho de que te falei mais cedo. Gostaria de falar da falta que sent dos dois relacionados acima. Queria ver os dois. E queria ver outros.

Me sinto mais livre, um pouco, pra falar. Não estou em casa. Isto já é alguma coisa. Senhor Ramos, por não ter mais do que falar, eu vou falar mais sobre o sonho.

O sonho é algo inerente à humanidade. Talvez os outros animais também sonhem. Só vou ter certeza se me tornar um animal. Adoro sonhar. Sabe o que acontece nos sonhos? Foi uma pergunta retórica. Todo mundo sabe o que pode acontecer durante os sonhos. Não há nada mais... interessante do que os sonhos. Interessante foi a palavra que achei mais correta pra falar de sonhos em geral. Se eu fosse falar de todos os sonhos que já tive teria algo a publicar.

Nos sonhos posso ser o que e quem eu quiser. As pessoas me amam. Os habitantes do mundo dos sueños me aplaudem. As pessoas passam por mim fazendo reverência. Tenho todo o dinheiro que as pessoas podem contar se passarem a tarde inteira juntas dentro de um cofre imenso. Tenho toda a tecnologia de ponta que existe neste mundo.

As pessoas todas que vivem por lá fazem o que espero que elas façam. Corrigindo. Não há nada mais legal, gostoso, bem-influencível, agradável, metódico, catódico, intangível, reconfortante, relaxante, revigorante, exprimível, etc, do que os sonhos. Sem sonhos dá pra dormir. Sem sonhos dá pra viver. Mas dá pra ser feliz? Acordar reconfortado, sentir esperanças de que algo de bom ancontecerá? Acho que não.

Adoro sonhar. Se pudesse passava minha vida dormindo para sonhar todos os dias da minha vida independente do que faça depois.

Pensa nisto, tá?

Só gostaria de refletir um pouco. J'adore vous.
A bientôt.

Parte 03 ─ de noite


Senhor Ramos,eu esqueci de falar sobre um cego perdido no banheiro do paf I. Foi meioestranho.Achei que o cara tava procurando alguma coisaou alguém. Só depois que ele me ouviu e me pediu ajudafoique percebi que ele era cegoenão encontrava a porta.

Como ele me pediu ajuda, eu senti a vontade de ir até ele e trazê-lo para a porta.Aí eu pensei: Ele é cego, não aleijado. E falei para ele seguir minha voz. Como eu tava na frente da porta, dirigi ele para uma parede que fica na frente da porta (para evitar curiosos, ou curiosas). Assim que ele alcançou a parede, disse para seguir mais adiante.

Fiz errado senhor Ramos? Eu deveria ter ido até ele e trazido até a porta?
Eu não fui até ele por que me lembrei do que aconteceu em SCI num dos episódios, o qual um surdo havia morrido. Neste episódio, a cena mais marcante foi o Oric e a outra que não me lembro o nome se usando de um tradutor para falar com a coordenadora em linguagem de sinais.O resto nãoprecisadizer. Mais ainda pergunto: senhor Ramos, eu fiz certo?

A bientôt.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Selecione outra página.
=>

Viaje pelas tags do blog: