sábado, 27 de novembro de 2010

Assaltos UFBA ─ um pedido de paz para a Salvador

Não dá pra fazer BO para os assaltos dentro da UFBA por que é uma área federal. Mas a partir da saída da UFBa já dá pra fazer. Ademar de Barros é parte estadual. Seria melhor se se juntasse um grupo anti-assaltante por ali fora para pegar cada um deles. Alguém aí conhece assassinos de aluguel.
 
Gente, esquece os direitos humanos, eles não funcionam pra gente como nós, que somos do lado de fora da criminalidade. É melhor fazer um projeto que acabe com esta porcaria de direitos humanos e acabe com qualquer bandido de rua que esteja armado. É a única opção, senão vamos continuar sendo assaltados dentro da faculdade e fora.
 
Sou contra os direitos humanos, e só mudarei de opinião quando os direitos humanos beneficiarem gente como eu, como vocês, e como muitos pais de família que ganham seus salários honestamente, e são prejudicadas por delinquentes, muitos dos quais juvenis, que vivem afrontando a justiça e nos fazendo de otários pela nossa falta de consideração com relação ao seu poder descomunal de praticar crueldade.
 
Me provar que os direitos humanos é uma coisa do bem só vai me fazer cometer um assassínio pessoal reportando todos os mandos e desmandos decorrentes da faltosa política governante e da faltosa política de desconsideração aos direitos humanos pessoais de cidadãos de bem como nós. E daí que gente de bem morre em função do poderio dos traficantes, assaltantes e outros meliantes? Esses meliantes são apenas gente de bem que se tornou gente do mal. Pura balela, muita gente fudida, se me permitem o uso de uma palavra vulgar de baixo calão, não se torna bandido por causa de simples problemas sociais de ordem familiar ou financeira.
 
Será que fui bem entendido? Resumindo tudo o que disse: Se for para se fuder, com permissão do baixo calão, é melhor que façamos o que é necessário. Se fosse pra ser algo que realmente funciona, os direitos humanos beneficiariam gente do nosso lado que vive atrás das grades familiares de casa, em busca de proteção, que nem sempre consegue por via da periculosidade de seus bairros e arredores. Seremos sempre reféns da falta de segurança por causa de algo autodestruidor como as drogas e de coisas banais como brigas de gangues? Será que não podemos ter paz em nossos lares e estabelecimentos, sejam eles de ensino ou de comércio honesto? Será que não dá para termos um mínimo de confiança enquanto meros pedestres? Será que não podemos conhecer uma Salvador sem perigos comuns à lugares como o Rio, que agora está em guerra com seus traficantes?
 
Penso eu que não. Principalmente se ainda estivermos reféns dos direitos humanos e da inócua constintuição que nos permite ser assaltados e assassinados, mas não nos permite revidar com ações semelhantes. Já que não podemos fazer justiça com nossas mãos, por que a justiça não se torna mais adstringente com a periculosidade e nos permite este tipo de confiança? Somos filhos da pátria, e como seus filhos devemos ser protegidos por ela, e não ameaçados por outros filhos da pátria. Será que isto me faz ser bem entendido?
Não adianta dar proteção à bandido, a proteção tem que vir para nós, cidadãos de bem, que estamos ferrados aqui do lado de fora das penitenciárias, mas presos em nossas casas e estabelecimentos.
 
Sou brasileiro, entretanto me parece muito melhor sofrer consequências semelhantes em países de primeiro mundo, que tem uma segurança de qualidade e a justiça funciona, do que aqui no que deveria ser meu lar doce lar. Não dá pra tapar o sol com a peneira, porém é possível fazer um cidadão de bem uma peneira. E o que eu quero é um dia ter orgulho de morar num lugar calmo, pacífico, passivo de contradições até cômicas e livre de níveis alarmantes de periculosidade como é esta nossa sociedade.
 
Parabéns ao Rio por ter começado a guerra contra o tráfico. Quero dizer o mesmo pela Salvador onde cresci.
Marinaldo Barbosa, BI CeT.

From: yuri_lunao@hotmail.com
To: ouvidoria@ssp.ba.gov.br
Subject: Assaltos UFBA
Date: Mon, 22 Nov 2010 22:03:43 +0000

Senhor Secretário de Segurança Pública,

Gostaria de pedir uma atenção especial a UFBA( campus de ondina).
especialmente a noite. Todos os dias estudantes são assaltados na porta e dentro da Universidade.
Assaltos com armas ( acontecem também, durante o dia).
A Ademar de Barros ( liga Ufba a Orla) não tem lâmpadas e nem policiamento.
infelizmente temos que fazer esse percurso todos os dias.
a mesma coisa acontece na Avenida Garibalde ( liga a Ufba à Federação)
Não temos segurança nem dentro nem fora da UFBA.
Nas ultimas semanas, os assaltos estão muito mais frequentes.
e isto se deve à certeza da ipunidade e à falta de segurança
a maioria dos estudantes não fazem o BO, por isso acabamos por não gerar números e estatísticas na polícia o que em, consequencia disso, acabamos por continuar sem segurança!!
se apenas uma patrulha ficasse fixa no local em determinados horários com certeza já inibiriam muitos dos assaltos

Obrigado pela atenção


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Selecione outra página.
=>

Viaje pelas tags do blog: