terça-feira, 30 de novembro de 2010

Diário4 ─ capítulo 10

Olá, senhor Ramos. Nem triste e nem feliz. Ao menos isto. E você? Sim, ainda estou com ontem na cabeça. O senhor não deve ficar deprimido. Se eu já fico mal só ficar pra baixo quando deveria estar pra cima. É, senhor Ramos. Não podemos ficar deprimidos.

Sabe, adoraria estar passeando por Nova York, ou pela Disney. Talvez Paris. Sempre digo isto. É, eu sei. Deveria parar de falar tanto e começar à fazer. Sabe que estou começando a usar meus instintos pra fazer as coisas. O sr. Alberto está me ajudando, não tanto quanto antes, em que ele me dizia o que fazer. Mas agora ele me diz menos o que fazer. Será que é por isso que obedeço mais? Ele parece menos próximo a cada dia.

O que é pouco tempo de vida? Pra quem tem muito o que fazer na vida, uma vida é muito pouco tempo. Pra quem não tem nada na vida, uma vida é tempo demais. Pra quem tá apertado ou na fila de espera pra um transplante, um minuto é tempo demais, pra quem tá no banheiro se aliviando (não pensei desta forma, mas serve) um minuto é muito pouco tempo.

Gostaria de passar bem mais tempo com o senhor. Eu sei, mas preferiria não saber. O senhor conhece meus segredos. Eu adoro homens. Sinto desejo por todos os homens que acho bonito.

Sabe quero conhecer logo quem é o caraque me enviou a tal mensagem, eisto já está me enlouquecendo. É muito difícil manter minha curiosidade dentro de mim, e fica pior quando ninguém consegue abarcar minha curiosidade. Sou um gato, não mio, não fico me espreitando por aí o tempo tod, não bebo leite, não ando pela rua, não sou independente, mas sou um gato. Sou tão curioso quanto. Gage wilson é o primeiro ator que me fez baixar os vídeos inteiros sem pensar direito. Baixei três dos vídeos dele. Sou gay, e daí? Ainda finjo que não sou nem hetero nem homo.
Me procura no twitter
Bom, já vou. A bientôt.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Selecione outra página.
=>

Viaje pelas tags do blog: