sábado, 26 de fevereiro de 2011

Nada a declarar

Senhor Ramos, estou deprimido. Sim, de novo. Ontem eu esperava ver uma pessoa,e pensei na outra da qual não quero falar. Justamente ele. Eu poderia ter lembrado de tantas outras pessoas legais, mais bonitas, ou menos, ou mais interessantes, e eu me lembrei justamente dele. E hoje, aqui no computador eu me lembrei dele de novo.
Eu estou bem. Preciso de mais do que uma lembrança perigosa para me deixar deprimir totalmente.

Gostaria de esquecer dele pelo menos pro resto da minha vida. Estou aqui quase chorando. Por medo, por raiva, por vontade de morrer, e de viver, e viver uma vida que não é minha, e muitas outras coisas. E tudo ao mesmo tempo. Ele poderia ser , ou não ser ele, não poderia?

Me cansei disto. Se não consigo ser feliz ao lado de alguém que gosto não vou permitir ser feliz com mais ninguém. A felicidade? Felicidade não existe. Se existisse ninguém procuraria tanto.

Vou fazer o que prometi há séculos e até hoje não cumpri: vou largar minha vida e cuidar da minha inteligência.

Sei o que o queria fazer. Eu fiz, me arrependo. Mas se não tivesse feito não teria sobrevivido. O senhor me conhece. E o pouco que me conhece sabe muito bem como eu penso e os motivos que me levam a pensar o que penso.

O senhor não pode simplesmente pensar que eu não sou assim. Eu sou assim. O que sou faz parte de mim. Deveria ter feito isto antes. Esquecido completamente que sou um ser humano,e deixado minha humanidade onde não tenho como pegar.

Do que adianta ser uma pessoa boa, honesta, e simpática se não consigo o que realmente quero? Se querer é poder, o que eu ainda estou fazendo aqui? Por que ainda existe fome na África? Por que os pais de família vivem presos e os bandidos vivem soltos? Sei, ao menos me sinto menos mal em falar tudo o que sinto. Seria pior guardar e dormir com isto dentro de mim.

Adoraria fazer tudo o que me vem a cabeça, infelizmente (ou felizmente) eu não tenho capacidade de metade do que penso em fazer.

Sim, estou mais feliz agora. E estou escrevendo o livro que queria fazer.

A bientôt.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Ser ou não ser? Não há questão alguma.


Sempre os mesmos questionamentos, senhor Ramos. Tô precisando ter uma crise de amnésia crônica. Daquelas que me fazem esquecer qualquer coisa do meu passado, para que eu tenha que reaprender tudo, do alfabeto às experiências de vida.

Talvez redescobrir como é o mundo seria muito melhor para mim enquanto ser vivo. Preciso movimentar minha vida. Poderia lançar a máxima "eu sou gay" e me libertar de todos os preconceitos que rondam minha mente. Ou poderia lançar a mínima "se passar eu mato" e largar qualquer esperança que ainda reste. Estou perdido. Ando pela rua, há um buraco fundo na calçada. Estou perdido sem esperança. Isto, que tirei há tanto tempo de um livro de wiccaou de bruxaria, não lembro bem, reflete bem como me sinto neste exato momento.

Quer saber mais sobre o que sinto? A verdade, a minha verdade, é que amo um homem obsessivamente. E já o esqueci em parte. Mas ele persiste em viver na minha mente. Ainda não pretendo terminar. Tenho que rasgar o acordo primeiro. Há muita coisa que quero fazer antes de morrer. E uma delas é perder a virgindade. Com outro homem. Sim, é isto que quebra o acordo. É demais? Pra mim não é mais. É apenas um corpo. Faz tempo que não sinto as dores com a mesma intensidade. Realmente, também acho isto. Mas, até para que possa fazer isto...

Estou repassando tudo o que aprendi adiante. Por meio de contos infantis fáceis de entender. Aprendi muita coisa interessante. E sei que alguém vai se beneficiar destas experiências. Será mesmo? Poderia tatuar o endereço do site numa parte do corpo bem íntima e depois fazer isto aí. Não tenho coragem de fazer sozinho. Se não tenho coragem tenho que fzer no impulso, lembra?

Bem lembrado. O site é: Maggoexodia.wordpress.com. Estou escrevendo enquanto escrevo este capítulo. É sobre uma vaca que não sabia voar, mas lutou por seus sonhos e se deu muito bem. Tão bem bem que se tornou a primeira vaca a levantar vou num avião sem ajuda de ser humano.

Me sinto a vaca. Deprimido e sem esperanças. Sim, este é o nome da vaca.Não me,leve a mal. Mas eu queria falar sobre o mal de não lutar pelo que deseja. E passar o resto da vida se lamentando. Sim, como meu pai, que só se lembra da época que tinha quatro anos de idade. E eu que nem lembro de quando tinha onze.

Terminei de escrever o outro post. Não achei legal. A vaca foi pro brejo. É, ela morreu. Uma de minhas experiências. Não podia deixar de contar para quem pudesse se aproveitar delas.

Não, não gosto mais do lockerz. É chato. Tenho que todo dia estar logando e respondendo perguntas para ganahr dois pontos por cada coisa. São três perguntas, um login a dois durante o dia, e mais 10 pontos por foto carregada no lockerz.Ms se quiser entrar, tem muitos produtos baratos de alta tecnologia, que a gente nunca vai encontrarno brasil com preço tão pequeno. E pode também tentar trocar os pontos conseguidos com login, compras e perguntas. E tem Leilões online 24 horas com os pontos. Entre outras coisas.

Enfim, é bom e não é. Mas se quiser ter uma conta lockez enviar um e-mail para magoexodia@hotmail.com pedindo ou deixando comentário.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Dou saudações ao meu passado

um dia será meu pai! Com a graça de deus.
Olá, senhor Ramos. Não faz nem tanto tempo que conversamos desde a última vez. Queria relembrar um pouco da minha vida com você. Hoje, na volta para casa eu lembrei de algumas coisas que se passaram na minha curta vida.

Não, ainda não morri, mas pretendo. O senhor conhece perfeitamente bem os motivos. Mas não foi para isso que vim conversar com o senhor. Vim conversar com o senhor sobre o que havia lembrado.

Agora o senhor chegou na pergunta chave. O que eu lembrei? Lembrei que, quando era não tão grande, eu costumava pegar coisas do chão. Coisas quebradas que achava bonito. Pedaços de brinquedos. Eu achei isto interessante por que me lembrou, ou melhor me levou a pensar por que eu desejo tanto ser rico, ou dar o golpe do baú.

Esta é a outra pergunta chave. Tem a ver que eu pegava os pedaços de brinquedos para acreditar que eles haviam sido meus e eu os havia quebrado. Logo, meu desejo de sair desta vida não é recente. Isto também não foi, e nem por isso comemoro.

Entretanto, se eu já sabia o que queria para minha vida, por que não fiz nada? O senhor tem razão. De certo modo eu não poderia ter feito nada. Como é que o senhor sabe? Crianças não pensam nas consequências, exceto eu e mais uma porção enorme de semi-adultos criados como adultos. Sempre pensei nas consequências, mesmo que a nível de inconsciência. Não é por isso. É por que meu pai sempre me colocava pra baixo, pretendo fazer o mesmo com ele, porém com um pouco menos de piedade, ele nunca o teve para comigo, por que terei com ele? Isto não deveria estar aqui.

Enfim, estava refletindo durante o caminho sobre as possibilidades e as muitas respostas que posso tirar disto. Não, uma revolução inclui um líder e um monte de decerebrados sem autoraciocínio. Tá bom, onde arranjo alguém com um senso de justiça que atravesse os continentes e um grupo fácil de (como é que é o nome? coagir?) fazer uma reposição lógica a partir de palavras bonitas e um senso de liderança perpicaz?

Pensei que me responderia isto. Infelizmente o mundo está cheio de líderes que são mal aconselhados. Como Stallin, e Hittler. Se eles tivessem um bom conselheiro os Estados Unidos teriam mandados suas forças para auxiliar a Alemanha e Mussolini teria sido seu braço direito.

Infelizmente a igreja não sabe aconselhar os grandes líderes, só quer que população se foda e o dinheiro venha passear na sua mão, depois de passear pelo corpo de gostosas e piranhas de todas as etnias. A verdade é cruel, mas dá pra sobreviver. Você quer destruir a igreja? Milhões tentaram. Em vão. Principalmente por que eram uns bocados contra uns montes.

Ah, meu pai, ideias não mantem vidas!! Paz não mantém vidas! Como é que um idealista pode sobreviver além de suas idéias? É justamente a ponto em que quero chegar. Não é a idéia em si, mas o foco do ideal. Se ele se opõe a gente de palavra forte é como um grão de areia tentando entrar no cume de um vulcão ativo sem sair queimado. Ainda não entendeu, não é?

Se o povo, em peso, se voltasse contra os desmandos da igreja católica com seus casos de pedofilia , de destruição de lares, de contra-apoio a não prevenção de doenças preveníveis e outras coisas, não haveria mais este tpo de subordinação. A igreja é um lugar sagrado para se comungar com Deus e com sua santidade pessoal. E não para ser explorado e julgado sem mesmo saber se está certo quando está certo ou se erra quando está errado. Digo o mesmo para as igreja evangélicas. Posição de igreja não é contra, é a favor. Como diz em qualquer bíblia: Deus ama seu filho incondicionalmente. Não é a igreja que tem que dizer "você é viado, e aqui nesta igreja não entram viados". A igreja tem que dizer "não importa quais sejam os seus pecados, este é o lugar para se comungar da benção divina, seja você merecedor. Ou não". E quem diz se este é merecedor, ou não, não é o pastor, o padre ou o líder religioso, é o religioso que busca apoio religioso.

Quem melhor para julgar um erro do que a pessoa que o cometeu? (Exceto em raras ocasiões.) Entende senhor Ramos? Fugi do que queria de novo. Eu quero falar sobre meu vício por coisas quebradas e decartadas. Não, não saio por aí pegando mulher... O que tem a ver ver isto com coisas descartadas. Senhor Ramos, não se descarta uma pessoa. A não que esta seja de fato descartável, tal como um inimigo em batalha, um inimigo nos negócios, um bandido, etc... Mas não se descartam pessoas. Tá, crianças são descartáveis também, mas isto não vem ao caso. É uma tremenda falta de respeito com as vidas alheias, e com sentimentos alheios.

Adoraria descartar meu pai. Mas quem pagaria minhas contas?

Retornando ao que queria comentar. Coisas quebradas são alguma coisa para mim, por que de certo modo me sinto quebrado por dentro. E descartado. E de certo modo rejeitado. Poderia ter sido mais feliz se tivesse sido sequestrado e levado para qualquer canto do mundo.

Ainda tenho muitas fantasias com isto. Indiferentemente ao que eu estou fazendo neste momento, ou ao que poderia te feito. Ou ao que consegui até hoje. Teria sido muito, muito mais feliz. Agora tenho crises cada vez piores de "deveria ter feito isto quando era mais novo"...

Fico por aqui, chega de falar de mim. A bientôt.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Tutorial modelo de declaração de isento de imposto de renda

Sei que o senhor deve estar perguntando por que tantos de's em "Tutorial modelo de declaração de isento de imposto de renda"

Bom, se alguém te pedir para fazer uma declaração de isenção de imposto de renda de próprio punho, você deve fazer da seguinte maneira:


-------//----------//-------------//------------------//--------------//----------

Declaração

Eu, {eu nome completo}, Rg: {n° do rg}, CPF: {n° do cpf}, residente no endereço {seu endereço}, declaro que sou isento de declarar o imposto de renda pelo(s) motivo(s) de {o(s) seu(s) motivo(s) de não pagar o imposto de renda}.



_________________________________
Assinatura

{Cidade}, ___ de ___________________ de 20___




-------//----------//-------------//------------------//--------------//----------

Parece pequeno assim. Daqui, tudo que você tem a fazer é substituir tudo o que está em vermelho. Se você tiver daltonismo, ou copiou e colou no bloco de notas, é o que está entre as chaves ( {} ).


Justificativa: Na internet não se encontra nenhum tipo de modelo para este tipo de declaração.
Então tive que procurar por onde achava que poderia ter alguma informação sobre isto.

Geralmente quem pede este tipo de declaração dá as informações de que o documento precisa. Tais como cpf, rg, o nome ou o endereço. E aí está a versão que consegui, com ajuda da minha assistente social e do secretário da minha faculdade, fazer para entregar nesta semana.

Valeu pela oportunidade.



P.s.: Há uma versão mais detalhada no link "Tutorial ... (2)" deste mesmo blog.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Pequenas evidências


Senhor Ramos, já teve evidências de que há mais entre o céu e a terra do que julga as vãs filosofias?
Eu cansei de ficar parado em casa. Tava pensando no que conversei com uma colega minha, Elianeide.



"tem coisas que pode fazer sem dinheiro e vc n pode passar a vida trancado, depois que viajei para outros lugares, descobrir que o mundo é tão lindo e grande q vale a pena conhecer ficamos presos em nossos``mundinhos´´ e acabamos n conhecendo nada..." Elianeide.

Senhor Ramos, o que eu faço? O senhor sempre tem idéias ótimas sobre o que fazer neste momentos. Quase sempre eu as tenho quando o senhor conversa comigo. Admito, eu preciso conversar com o senhor todos os dias. Precisei desde quando comecei a escrever o senhor. Parece que quando converso com o senhor só tenho tido boas experiências. Não me importo das pessoas poderem ler meu diário independente do que eu faça para que não leiam.

É, eu deveria ter feito isto em um livro, caderno ou diário específico para isto. as papel? Papel mata árvores. Admito isto também. Tá bom. Admito, por escrito, que nunca me importei com as árvores. E nem com os outros. Quantas vezes desejei que as outras pessoas morressem pra que minha vida fosse facilitada.

Desejar ser famoso é coisa de pobre. Gente que sonha pequeno e acha que glamour enche a mesa. Não minha gente, beleza não põe mesa. Mesma que eu não a tenha.

Sempre desejei ser um soldado. Ou algo de classe semelhante e que, ainda assim, tivesse relacionamento direto com a guerra. Acha que não tenho coragem? Coragem não me falta. Se me faltar eu uso meu poder. Meu poder de ser impulsivo. Precisei muitas vezes ser impulsivo por falta de coragem.

Senhor Ramos, isto não está em questão agora. E se estivesse,eu não quero falar sobre este assunto agora. Virgindade não é algo nem para se ter orgulho e nem para se ter medo. Não tenho medo de morrer virgem. Tenho medo de morrer sozinho. Não é por nada não, mas eu prefiro morrer em meio a gente desconhecida à morrer dentro de casa. E principalmente à morrer dentro deste país ignóbil e displicente. Não vou dizer o que significa. Tá bom.
  • Ignóbil: Sem nobreza.
  • Displicente: Aquele que desagrada, que aborrece. / Relapso, negligente, relaxado.
Satisfeito? Resultado de displicente no site: Dicionário informal. Sim, tenho que dizer de onde vem. Se não como é que poderei saber onde procurar mais tarde? Veja anacrônico. Eu sou anacrônico. Sou fora de moda. Não me visto feito o restart. Sou dos clássicos. Odeio cintura baixa. E não me importo em ser homem. Faria alguma diferença se eu fosse um sapatão?

Sabe? Gostaria que tudo fosse mais fácil. Sinto falta da facilidade de ser criança. Não temer nada. Brincar com tudo. Sinto falta de uma parte da minha vida que está perdida dentro do meu cérebro. Será que falta alguma coisa que me permita ligar os meus neurônios.

O senhor tem razão. Não podemos lembrar de tudo. E o que podemos devemos levar para onde for mais conveniente. O senhor tem certeza? Se não devemos levar para onde é conveniente, onde levamos? Todo canto?

Por hoje é isso. A bientôt.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Site novo

http://www.xpango.com?ref=92439368

Parece funcionar. Vou testar e ver se ganho alguma coisa ou se é o mesmo que acontece nos outros. Já cansei de entrar em sites, tentar a sorte e nada. É, senhor Ramos, eu realmente deveria criar meu próprio website com meu próprio sistema. O meu problema são as perguntas.

Vou listar algumas:
  • Com que dinheiro vou começar meu negócio?
  • Que tipo de empreendimento vou fazer?
  • Vou conseguir mantê-lo vivo por tempo suficiente para garantir minha subsistência?
  • Como vou manter o serviço ou os produtos com que estou trabalhando?
  • O que devo saber antes de abrir minha empresa on-line?
Entre outras perguntas. O senhor está certo, mas eu não consigo (que é a palavra mais correta) ter confiança neste tipo de coisa. Quero sumir no mundo e aprender no país em que paro a língua do próximo país a ir. Isto exige tempo e dinheiro.E uma confiança que eu não tenho. Acredite ou não, ainda penso em largar tudo o que acho que tenho e sair pelo mundo como um mendigo.

Não é só por que não tenho mais nada a perder. Alguma coisa ainda tenho. Tá, não tenho filhos, estou próximo de ser expulso de casa, não consigo emprego, sou inexperiente, sou virgem, sou livre (em termos). O que tenho a perder? Se nada tenho, tenho nada para perder.

Senhor Ramos, não consegui nada de valor em toda minha vida, que já tem 21 anos de idade. Por que ainda insiste em dizer que tenho alguma coisa para me manter aqui?

Não insiste. A morte me chama já tem algum tempo. Não estava falando sobre isso mesmo não, mas um assunto me leva a lembrar do outro. Como não, quantas vezes desejei morrer e ainda assim resolvi ficar e tentar de novo? E de novo? Várias. Já era para eu ter morrido de vez e terminado completamente com isto. Teria sido bem mais reconfortante do que ver minha vida fracassar no próprio suor. Fracasso pode ser muitas coisas, senhor Ramos. Uma delas é a falta de oportunidade tão esperada. A outra é a perda da mesma oportunidade.

Sim, e quantas pessoas já perderam a vida e, mais que isso, os bens de valor sentimental? Perdi muitas coisas de valor sentimental. Ou melhor, nunca tive. Sabe quantas vezes desejei ter um console de playtation 2? Ou o console PSP? Ou mesmo algo não tão interessante comercialmente, xbox 360? Desejei muita coisa que nunca pude ter e ainda assim quero. Pretendo também trucidar o meu pai, mas isto é outra história.

Por hoje chega. A bientôt.

Venha participar do Facebook comigo

facebook
Olá ,
Venha participar do Facebook comigo
Marinaldo Barbosa
3 amigos
Comecei a usar Fribiz, um aplicativo no Facebook, e acho que você gostaria de usar também. O Facebook é um site que permite a você se conectar aos seus amigos, compartilhar fotos, usar aplicativos e muito mais.
Participe do Facebook
magoexodia.1a2b3c4d5e6f7g@blogger.com foi convidado a participar do Facebook por Marinaldo Barbosa. Se você não deseja receber estes e-mails do Facebook no futuro, você pode cancelar inscrição. Saiba mais sobre esse e-mail.
Facebook, Inc. P.O. Box 10005, Palo Alto, CA 94303

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

O retorno de quem?

Senhor Ramos, estou de volta. Na verdade nunca estive fora. É por que tive alguns probleminhas no início da semana. O computador, como o senhor já deve saber. Mas isto não é ruim. Ao menos tenho windows novo com licença original.

Quero ir mais longe. Hoje tem redeem no lockerz após a meia noite, ou no minuto anterior. Senhor Ramos, descobri um sony reader prs-350 que é a minha cara. Justamente, pobre, sem recursos e que provavelmente ninguém quer. Redeem seria algo como resgate. Não me preocupo com isso, me preocupo com os impostos. No Brasil são exorbitantes e não condizem com o salário (que eu e a maioria da população brasileira nem recebem) recebem. O mínimo no Brasil é algo que serve de esmola. Conheço moradores de rua que conseguem 600 reais em menos de um mês, talvez menos de 3 semanas. E aí?

Não me sinto rebaixado por isso. Me sinto sim por não conseguir emprego e muito menos sair da minha lesmice providencial. Comodismo é lesmice, nem vem que não tem. Não vou dizer que comodismo é diferente de lesmice, por que não é. E nem posso falar que sou baiano. Nem nasci aqui.

Ainda pretendo sumir no mundo. Para ninguém saber onde me encontro. Mesmo que a vida de alguém dependa disto. Mas sonhos são sonhos. Ainda sinto vontade de um monte de coisas que te digo e nunca, provavelmente, farei. Sei que te disse muitas coisas, senhor Ramos, mas nem tudo tenho coragem de fazer. Me conhço um pouco mais que você. Vivo comigo há vinte e um anos, mais ou menos.... Tenho vontade, sabe de que? De realizar meu maior sonho. O de quaebrar o cordo de uma vez e ser feliz do jeito que eu for. Independente de crença, credo ou piedade.

Pensa bem, Não é melhor se simplesmente as pessoas não pensassem? Quando pensam ficam malucas, e depois que ficam malucas é impossível tirar algo que terminaram por concluir. Se as pessoas não pensam, não tiram conclusões precipitadas. Se não tiram conclusões precipitadas, não se matam.

O senhor está certo. Pra que isso fosse possível, cada um dos membros superiores (sacerdotes, bispos, padres, etc) teria que morrer e ficar apenas os membros das igreja pacifistas, como a budista e a hindu. Destruir também a muçulmana e todas as que tentam manter o controle sociocrático populacional. Só por garantia. Imagina se no meio da nova sociedade que não terá nome, enquanto for a nova sociedade, vem um maluco terrorista, como os padres pedófilos católicos e os falsos moralistas evangélicos, e tenta catequisar os novos societarios para que eles voltem a pensar? Pensa, senhor Ramos! Sem raciocício não brigas e não mortes, exceto por causas inerentes a nãoracionalização humana, como a morte por ataque de animais e morte durante brigas violentas. sangrentas.

As mulheres não morreriam por que não haveria por que achar a mulher é so de um único homem. Os homens deixariam de morrer, por que o ricardão não existiria, já que as mulheres são de quem quiserem. As crianças não morreriam, por que seriam criadas como animais. E filhotes de animais são super bem-tratados em qualquer espécie. Gente velha faria as regras não pensadas com bases em leis fisiológicas e naturais.

Vou desenvolver melhor esta idéia. E tentar escrever o "O Mag em mim". E também o "O senhor Ramos e eu". Tenho que sair desta vida. Afinal, não posso ser sustentado pro resto da vida. Em algum momento da vida eu tenho que conseguir um emprego e ter minha família, ou não. Como eu vou saber se vou ser feliz ou não no futuro? Já disse que não leio mais cartas com este propósito. Senhor Ramos, o Senhor não conhece os fatos que falei e depois refleti que ver o futuro não uma coisa boa?

Então vou refazer a reflexão. Quando a gente pergunta ao futuro sobre algo que a gente quer e o fturo diz sim, o que a gente faz para conseguir este futuro? É o mesmo que perguntar: Se eu digo para um homem, eu sendo mulher, que quero dar pra ele, o que ele faz? Ele não faz o menor esforço para me conquistar. No máximo vai dar uma comigo e depois me jogar fora, aparecendo de vez em quando pra se livrar da seca. Serei um depósito de esperma, nada além disto. Ou uma piranha, como o senhor acabou de dizer.
Logicamente o mesmo acontece quando vejo o futuro com tanta frequencia. Apesar de não ter sido uma boa reflexão refletiu bem o que queria explicar. Não há honra no que é fácil. Não há valor.

Tá bom. Então me diz o senhor o que o senhor faria? Não falei. Faria exatamente a mesma coisa. Eu resolvi deixar de lado este meu senso de futuro e passar a viver o presente. Afinal,como disse o mestre Ugu'ei do filme "Kung fu panda": O presente é uma dádiva, é por isso que se chama presente.

Fecho por aqui. O senhor sabe que te amo. E muito. Você é o pai que não tive e pretendo ter.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Provas não servem de avaliação

Senhor Ramos, decidi começar por um assunto especialmente assustador pra mim. Peraí, já tô justificando. Hoje mais cedo fiz uma prova de cálculo a. Derivadas. Adoro a matéria. É muita coisa, em muito pouco tempo, principalmente por ser um curso de férias. E como não faço nada além de ficar em casa e não sair par nenhum lugar além dos de que tenho o compromisso de ir. Realmente, senhor Ramos. Mas isto não é propriamente uma falha. Senhor Ramos, as escolhas que fazemos independem dos resultados que provocam. Me tornei virgem por que era virgem e não aceitei a oportunidade de fazer a perda disto.

Concordo que a curiosidade está me matando, mas não vou discutir traços da minha sexualidade aqui. Não foi pra isso que vim. Agora chegou na questão que queria abordar. Não estou aqui para qualquer coisa, ou para discutir traços da minha personalidade. Estou aqui para falar um pouco sobre algo que desejo falar e não tenho ninguém a minha volta para falar.

O asuntode hoje era a prova, mas você me trouxe para uma dimensão distinta da que tinha antes de vir pa racá. O senhor sabe que é isso que eu adoro no senhor . O senhor me retorna o que quero perguntar para mim mesmo, mas não tenho coragem de o fazer. É como se o senhor fosse uma outra personalidade de mim mesmo tentando me fazer entender que eu não estou só. Sei lá, ou tal vez saiba, mas prefira fingir que não. Afinal não sou o único que prefere conversar consigo mesmo para tentar rever tudo o que já fez e quer relembrar um dia.

Tudo bem. A prova estava bem complicada. Eu fui péssimo. A professora comentou cada uma das questões depois, na aula posterior. Como é que eu sei que fui péssimo? Tenho memória boa para o que não consigo fazer. E uma destas coisas foi juntar 8 passos e fazer o esboço de um gráfico. Além de esquecer completamente o que havia visto em aula precedente.

Estou bem, não falei tudo o que queria, porém conversar com você me fz bem. Só o fato de escrever no senhor o que sinto e ouvir o que o senhor me diz já é de grande valia para mim.

O senhor sabe que é meu pai de coração. Se eu não tivesse pai, ele seria você. Não preciso de um Deus, preciso de alguém que retorne minha fé e mostre que está além da dores e desafetos deste mundo. Sempre precisei de um mundo à parte,e uma família à parte. E desde que encontrei o senhor só tenho tido sorte e felicidade.

Não deixei de escrever meu diário e comentar sobre minha vida. Apenas deixei que meus problemas ficassem menores. E fiz com que os capítulos se tornassem postes e surgissem com o nome que viessem. Senhor Ramos, inda não sei dar nome depois de escrever. Escrevo o nome antes e depois determino o resto. Até o tema. Não. O texto sai de acordo com o tema.

Meus textos não tem problema, tirando a falta de centralização do tema. Não. Senhor Ramos, eu preciso aprender a derivar minha criatividade.

Acho que paro por aqui. A bientôt, monsieur.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Senhor Ramos, não resisti!

Este sou eu em suma. Magoexodia.
Senhor Ramos, não consegui por a imagem que queria. Na verdade, as imagens Então veja o link: img2txt. É muito emocionante. Lembra desta imgem? Clica no link acima e veja como fica em versão letras e códigos.

E aí, gostou?
Bom queria ter colocado aqui mesmo. Mas não fica. As linhas ficam muito espaçadas. Enfim é muito divertido fazer isto. Fiz com algumas imagens das quais não posso falar agora. E fica perfeito, acima de 500 letras por linha. E fica muito grande também. Quer fazer isto também?

Veja os links IMG2TXT, e ENVIEALEGRIA. E divirta-se.

A bientôt.

Fotos, fotos e fatos.

olha eu aqui. No canto esquerdo da imagem.
Senhor Ramos, faz um tempo que não ponho fotos no meu blog. Olha só esta aqui ao lado.
Senhor Ramos, faz tanto tempo que não conversamos direito. Sabe, sinto falta do tempo em que ficava só pensando no que escrever no senhor.

Mas, atualmente, as aulas de cálculo a, e o desejo de não fazer mais nada me consomem muito tempo. Adoraria poder viajar com tudo pago para qualquer canto do mudo. Da China aos Estados Unidos. Sim, tenho plena consciência de que não sei falar nem inglês e nem francês. Mas nada que uma boa mímica não resolva. Sim, ainda pretendo recorrer a legião francesa e me tornar um militante.

Sei lá, talvez a minha esteja nas armas. E adoro armas. Ah, se quiser ver melhor como eu estou bem na foto é só clicar na imagem, ela mostra bem mais do que parece. Não disse? É a foto doprimeiro dia de entrevista do projeto moradores de rua que estou participando. É um pré o ante-projeto que precederá 3 acc's. Acc's são projetos de extensão. É, do tipo que ganha bolsa de estudos e tudo. O que estava fazendo neste era a reunião para sair para buscar moradores de rua e fazer entrevista com eles em sua própria "casa". Neta mesma foto está Lúcia, ex-moradora de rua que atualmente preside o projeto "levanta-te e anda". Tem a ver com os moradores de rua também. Pesquisa no google. Lá deve ter muita coisa sobre este projeto.

Tá bom, senho Ramos. Eu dou uma olhadinha pro senhor. Taí o link: Pesquisa no google. Clica nele e vê, tem muita coisa sobre o projeto. IH, acabei de ouvir uma reportagem na tv sobre ataque a morador de rua. Canal 7, band. Programa do Datena.

Não, não vou mudar o tema do meu blog só porque trago temas mais interessantes para você.

Ainda vou abrir meu blog sobre suicídio. Claro, quando tiver um psicólogo para auxiliar no comando do blog. Imagine só: "suicidio.blogspot.com" o site do suicídio. Você está preparado para morrer? Você não quer mais ficar para ver se as coisas melhoram? Você cansou da vida cruel? Venha para cá e junte-se a nós. Não, não somos suicidas, apenas ajudamos quem deseja ir mas quer ficar. Seria muito interessante. E ainda vou ser militar. Não, quero que o brasil vá para o inferno. Melhor, quero que o brasil continue migrando pro inferno. Por que no inferno já tá.

Olha, quantas coisas consegui? Quantos empregos? E daí que sou brasileiro? Paciência acaba. E a minha já se esgotou como minhas últimas esperanças. se é pra sofrer que pelo menos seja num lugar que eu não saiba de que lado o sofrimento vem.

Ps.: Continue virgem, e meu horóscopo é Escorpião e ascendente Touro, não quero nada com o novo horóscopo.

Ainda não sabe? Agor são 13 signos, coma adição de um 1 signo de nome não lembrável. Me tornaria Libra. Mas são alguns milênios de 12 signos, logo, prefiro a tradição.

Já vou. Falei demais por hoje. A bientôt. Je T'aime.

Selecione outra página.
=>

Viaje pelas tags do blog: