domingo, 15 de agosto de 2010

Eu sou muito bonito ─ bem mais que qualquer ator da globo

Rafael, meu colega de sala. Ele é o maior gato não é? Mas enfim existem outros, como um Tiago de uma outra turma.
A beleza é a influência dos sentidos no que há de mais profundo nos seres vivos de todo o planeta.
O que é bonito? O que é feio? Sem o feio não há o bonito.
Qual a diferença em classificar ou qualificar alguém em bonito ou feio?
Na verdade não sei, mas que dá um frisson olhar alguém bonito, ah dá!
E olhar para alguém feio? O que dá?
Não sei. Mas as pessoas preferem os bonitos, os simpáticos e por fim os bem dotados de grana (não nesta ordem).

Amo os bonitos por que sou bonito.
Não era bem isso que eu iria dizer, mas já que saiu.

Ontem eu me olhei no espelho. Advinhem o que eu vi?
Eu vi o homem da minha vida olhando para mim com aqueles que querem dizer alguma coisa...
Eu vi um homem mais que bonito. Eu vi a sensualidade máscula contida nas menores sensações prazerosas de todo homem jovem bonito, simpático e atraente.
E as posições em que ele parava não me permitiam em nenhum momento olhar para outra coisa senão para ele naquele momento.
Não se preocupem, meus queridos, não é capítulo de romance.
Eu vi a maravilha que o mundo me trouxe. Que a natureza me trouxe. Eu vi o milagre da natureza.
E agora compartilho com vocês tudo o que senti quando olhei para aquela maravilha em forma de homem no espelho.
E isso tudo me fez perceber o quanto eu sou lindo.
mas ninguém supera a minha beleza. Nem o gato lindo da foto de cima.

Assumam, eu sou muito gato!▲▲▲▲ MIAU!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Selecione outra página.
=>

Viaje pelas tags do blog: