sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Minhas últimas notícias

De tanto falar sobre tudo o que me veio a mente desde os primeiros posts até agora, o meu mais novo processo mental chamado pensamento me trouxe à tona meu profundo desejo de falar sobre a morte e sobre temas relacionados. Tais como como: homicídio, suicídio e eutanásia.

Como estes foram temas que eu mais gostei de abordar, vou falar sobre eles principalmente com o intuito de abrir espaço posterior para debate destes e de outros temas que se encontrem.

Meu novo objetivo é oferecer uma opção de desabafo e de conforto à pessoas que desejem mais conhecimento sobre estes temas tão pouco abordados com a clareza da parte de quem deseja a morte.

E como este é meu novo objetivo, para concluí-lo planejo postar mais cartas de suicídio de autoria própria para quem precisa de uma base para criar suas próprias cartas de adeus, além de postar tutoriais educativos sobre a construção de uma carta desesperada e meios de conseguir o objetivo do suicídio. Postarei também sobre como, quando, quais os melhores lugares onde fazer e onde não fazer e mais coisas relacionadas ao assunto.

Se assim eu puder ajudar alguém a pelo menos esquecer por determinado tempo esta idéia, peço para que me ajudem com comentários e sugestões sobre o tema.


Posts relacionados :

2 comentários:

  1. Por que suicidio lhe fascina?
    O que eu li nesse blog é real ou um hobby?
    Quanto disso é divagação e quanto é intenção?

    ResponderExcluir
  2. A morte me fascina. Gostaria de conhecer o outro lado. Mas eu me conheço o suficiente para saber até onde eu posso chegar da extremidade do precipício.

    Gosto de pensar na morte como ela deve ser pensada:
     ▬para uns o início, a exemplo dos idosos próximos da morte e dos morimbundos já prontos para a mesma.
     ▬para outros o fim, a exemplo dos suicidas e dos que temem a morte.
     ▬e para terceiros o meio termo entre o fim desta vida e o início da próxima.

    No entanto, temer o inevitável é pedir socorro a um cego estando em baixo do subterrâneo de escombros.

    divagação, parte sim e parte não.
    hobby, talvez, mas não.
    minha intenção é única, mas o que eu posso fazer está alé de ficar parado esperando que algo de bom aconteça e próximo de que algo de sorte aconteça.

    espero algum dia poder esclarecer isso para nós dois.
    até lá vou continuar o que comecei.

    ResponderExcluir

Selecione outra página.
=>

Viaje pelas tags do blog: