sexta-feira, 27 de agosto de 2010

diário ─ capítulo 06

Hoje de manhã eu ainda não tinha nada para falar.
AH! Olá amigo diário, como vai? Tava pensando em te dar um nome. É só pra não ficar chamando você toda vez de amigo diário. Que tal Dias, igual a Cameron? Talvez Algum outro nome para acompanhar: Ramos. Ramos Dias. Não, vou chamá-lo de Dias Ramos.

Amigo Ramos, hoje não foi um dia diferene de ontem ou de anteontem. Porém hoje eu tava pensando em observar um pouco mais meu R...... . E parei pra pensar: por que eu achei que senti alguma coisa por el.?
Olhei para Rafael, um colega muito bonito da minha turma de LETE45, e lembrei por que não consigo manter contato com ele pessoalmente. Não, eu não vou falar sobre isso agora. Isto é pessoal e um tanto imcompreensível pelas outras partes. Leia este link e veja como eu penso que isto se daria: http://magoexodia.blogspot.com/2010/08/dialogo-aberto-sobre-sexualidade.html
A parte que eu ach que aconteceria é da última parte em diante.
Brincadeira. Não seria bem isso. Mas achei interessante fazer esta jogada.

Na verdade, eu não o olho nos olhos pelo simples fato de serem da mesma cor que os de outra pessoa a qual não confio há muito tempo. Nada que comprometa um possível relacionamento amigável ou de contato constante.

Na verdade eu ia de outra coisa. Mas não lembrei do que era.

Ontem eu falei sobre um filme de quatro garotos que mudaram de vida. Hoje de tardelembrei de um filme de uma mulher vingativa que leva quase o mesmo caminho.
No começo o filme ela decobre que está sendo traída pela sua maior ídola: uma famosa escritora de romances sensualistas. Daí ela escreve um plano diabólico para acabar com a vida de seu marido, no sentido metafórico da palavra. O plano engloba acabar com o relacionamento dele e da escritora, abrir uma mega empresa de consultoria empregatícia feminina com um emblema especial (uma rosa). O que me fez lembrar deste filme foi o fato de lembrar que a mulher abre mão da sua vida em busca de vingança e, por outro lado, contrói uma grande empresa de auto ajuda feminina. Empreendedorismo. Mas no final o marido se ferra. É pego pela fotocopiadora da empresa e preso por causa de suas faucatruas. A primeira amante descoberta (a escritora) termina com um outro megasucesso e um novo amor em vista. E a protagonista se torna uma megaempresária de sucesso.
Pena que ela tenha sucesso as custas de vingança. Não recomendo... que não façam. Afinal é ótimo poder se vingar de alguém. Desde que não mate e nem cause dano permanente (por que aí será caracterizado pelo código penal como tentativa de homicídio ou assassinato, no caso de morte). A penitenciária brasileira parece um hotel 5 estrelas, mas é melhor ficar aqui do lado de fora.

Quero falar... Na verdade não quero mais falar. Eu vou falar tudo o que vier a mente. Eu adoro ver homem bonito. Não foi tão difícil. Seria pior se eu dissesse: eu fico excitado quando vejo um homem bonito. O que não seria(totalmente)verdade.
Apenas um borrão. Continuando a falar sobre meu dia de hoje. ... ... ...Está tudo aí.
Ah! Gostaria de estar apaixonado segundo os sintomas do amor. Desejo isto há algum tempo. Mas não quero me arriscar neste mundo perigoso dos sentimentos. Meu lugar é a cabeça, e é aqui que permanecerei até encontrar algo que me faça descer. Ou voar de vez. Na maior das expectativas nunca serei corno (mesmo querendo) e nunca serei gay. A virgindade é insuportável. A paciência é bem pior. Que bom que nenhum dos dois dura pra sempre.

Sem mais nada a dizer. Adorei seu novo nome: Dias Ramos. Achei muito bonito, principalmente para uma coisa de papel que pode ser lida e relida e que, ainda assim, me entende muitíssimo bem.

Até amanhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Selecione outra página.
=>

Viaje pelas tags do blog: