terça-feira, 20 de julho de 2010

Em Homenagem Ao Meu Pai

pai e filho. Homnagem ao dia dos pais.

Já que o dia dos pais se aproxima



Pai, oh! pai.
Se você se aproxmar de mim para me agredir com palavras eu vou arrancar sua língua da boca com um alicate industrial.

Pai, oh! pai.
Se você chegar a mim para me fazer injúrias eu faço de você o que toda pessoa com um pingo de escrúpulos faria: eu faço você se jogar num rio incandescente de aço.

Pai, oh! pai.
Se você me perguntar sobre coisas que eu não quero responder, eu explodo seus ouvidos com uma granada de som de alta potência.

Pai, Oh! pai.
Se você vier me bater eu amarro seus braços em dois carros opostos e mando os motoristas darem a partida.

Pai, Oh! pai.
Como pode ver eu te amo tanto.
Este amor pode até ser mal visto pelas pessoas, mas é o que sinto por você.

Pai, Oh! pai.
Te amo tanto que, se eu tivesse mais alguma coisa contra você, eu te passaria no ralador de queijo industrial até perder cada um dos seus membros eu te daria 15 minutos entre um membro e outro, calverizando as partes em carne viva com ácido sufúrico. E depois que não restase perna braço e partes íntimas eu faria um necropsia em você para ver o quão grande é o seu coração. E eu nunca te deixarei morrer.

Pai, Oh! pai.
Como pode ver não há amor superior ao meu que uma pessoa possa suportar no peito por tanto tempo.

Pai, Oh! pai.
Só por você e somente por você eu venderia a minha alma para levá-lo aos encantos do inferno para diante da beleza dos demônios e anjos bestias que lá você encontrará pessoalmente em minha companhia.

Com todo meu amor de filho,
Com toda a minha afetuosidade,
E com tudo o que está no meu coração,
Esta é a homenagem que faço a você: Meu pai.

Um comentário:

  1. O que é isso?
    Não precisa odiar tanto.
    Ele é seu pai, como é que você será quanto estiver no lugar dele?

    ResponderExcluir

Selecione outra página.
=>

Viaje pelas tags do blog: